Curso de análise e avaliação sensorial de cerveja

Curso de análise e avaliação sensorial de cerveja

Análise Sensorial, segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT,1993) refere-se a uma disciplina científica utilizada para evocar, medir, analisar e interpretar reações no organismo às características dos alimentos e materiais quando percebidos pelos sentidos da visão, gustação, olfato, tato e audição.

Os métodos de degustação, como forma de análise sensorial de alimentos, foram aplicados pela primeira vez na Europa, com o objetivo de controlar a qualidade de cervejarias e destilarias. Nos Estados Unidos, durante a Segunda Guerra Mundial, surgiu da necessidade de se produzir alimentos de qualidade e que não fossem rejeitados pelos soldados do exército. A partir desta necessidade surgiram então os métodos de aplicação da degustação, estabelecendo a análise sensorial como base científica. No Brasil, essa prática chegou em 1954 no laboratório de degustação da seção de Tecnologia do Instituto Agronômico de Campinas, São Paulo, para avaliar o café. (Monteiro, 1984; Chaves, 1998).

A análise sensorial em cerveja pode ser aplicada para diferentes objetivos, como, por exemplo, identificar substâncias que são desejáveis em certo produto (flavor), visando manter as suas características comerciais, atendendo as exigências dos consumidores. Outra importante aplicação é detectar na cerveja substâncias indesejáveis e relacionar os off-flavors com o processo produtivo, envase ou armazenamento de cervejas e entender como melhorar os processos a partir dessa informação. A análise sensorial desempenha também papel de destaque no desenvolvimento de novos produtos.

O curso de “análise e avaliação sensorial de cerveja” busca um aprimoramento dos sentidos (olfato e paladar) para aqueles que desejam conhecer de maneira mais detalhada e profunda os elementos de aroma e sabor presentes na cerveja. O participante se torna capaz de reconhecer determinadas características sensoriais dos diferentes estilos de cerveja e identificar se o produto avaliado possui atributos negativos, alheios ao desejável. O curso também capacita o participante a identificar através da analise sensorial defeitos oriundos do processo de fabricação de cerveja.

O público-alvo deste curso são os entusiastas das cervejas artesanais que desejam aprimorar o conhecimento técnico sobre a bebida.

A carga horária total do curso é composta por 12 horas presenciais (dias 27, 28/02 e 02/03/2020 das 18:00 às 22:00 horas) que ocorrerão no Laboratório de Química Inorgânica (LABQI) da UFSC – Blumenau e como pré-requisito, exige-se que o participante seja maior de 18 anos. Não é necessário ter nenhum conhecimento prévio para realizar o curso.

São 20 vagas e as inscrições se iniciam dia 13/02/2020 e vão até dia 22/02/2020. A seleção será pela ordem da inscrição. Para acessar o formulário de inscrição clique aqui. O resultado dos selecionados será dia 24/02/202.

Os participantes receberão certificação da UFSC após conclusão do curso observando os seguintes critérios: (1) ter presença durante toda a oferta da carga horária para alcançar a frequência suficiente e (2) tirar nota mínima de 6,0 na avaliação final.

A avaliação final será através de uma prova sensorial, onde o participante deverá identificar, uma característica desejável (flavor) e uma não desejável (off-flavor) presente em uma amostra. Com identificação do off-flavor, o participante atribuirá a causa no processo de produção responsável pelo defeito no produto.

Acesse aqui o programa do curso.

Referências:

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. Análise sensorial dos alimentos e bebidas: terminologia. 1993. 8 p.
CHAVES, J. B. P. Análise sensorial: histórico e desenvolvimento. Viçosa: Editora UFV, 1998. 31 p, (caderno 32).
MONTEIRO, C. L. B. Técnicas de Avaliação sensorial. 2. ed. Curitiba: Universidade Federal do Paraná, CEPPA, 1984. 101 p.